quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A Secretaria Municipal de Educação promoveu nesta semana a capacitação Alfaletrando Paulino Neves


A Secretaria Municipal de Educação promoveu nesta semana a capacitação Alfaletrando Paulino Neves, projeto que visa qualificar Gestores escolares, Coordenadores pedagógicos e Professores de 1° ao 3º ano do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino.

A capacitação foi ministrada pela a equipe Mais Extensão da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), iniciando os trabalhos na última segunda-feira e concluindo nesta  quinta-feira  (04) de agosto de 2017.  

O Secretário Municipal de Educação Manoel Lázaro Xavier tem buscado capacitar todo o corpo docente da grade curricular de ensino, tais como: Diretores, Coordenadores e Professores com o propósito de melhorar a qualidade de ensino do município de Paulino Neves.

Durante a formação foram abordadas diversas estratégias de ensino como Jogos, brincadeiras, musicalização e sequência didática que devem nortear o processo de ensino aprendizagem nas unidades de ensino. 

Tendo em vista que, “Na visão de Vygotsky (1998) o jogo simbólico é como uma atividade típica da infância e essencial ao desenvolvimento infantil, ocorrendo a partir da aquisição da representação simbólica, impulsionada pela imitação. Desta maneira, o jogo pode ser considerado uma atividade muito importante, pois através dele a criança cria uma zona de desenvolvimento proximal, com funções que ainda não amadureceram, mas que se encontra em processo de maturação, ou seja, o que a criança irá alcançar em um futuro próximo. Aprendizado e desenvolvimento estão inter-relacionados desde o primeiro dia de vida, é fácil concluir que o aprendizado da criança começa muito antes de ela frequentar a escola. Todas as situações de aprendizado que são interpretadas pelas crianças na escola já têm uma história prévia, isto é, a criança já se deparou com algo relacionado do qual pode tirar experiências”. Portanto, a SEMED de Paulino Neves proporcionou a capacitação do corpo Docente da rede municipal de ensino com a finalidade melhorar a qualidade funcional e educacional do município. 

O Secretario Municipal de Educação Manoel Lázaro Xavier, Chefe de Gabinete Maninho e a Professora Terezinha Amaral do Mais Extensão UEMA

Secretario Adjunto de Educação, Almir Nascimento e as formadoras do  Mais Extensão da UEMA. 

O Secretario Municipal de Educação, Manoel Lázaro Xavier  e os Professores Formadores  do Mais Extensão da UEMA
O Secretario Municipal de Educação, Manoel Lázaro Xavier  e os Professores Formadores  do Mais Extensão da UEMA

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  

Professores de 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental  







6 comentários:

  1. Sou Professora Terezinha Amaral dá UEMA de gostaria de fazer algumas correções sobre esta postagem que me deixou surpresa e muito preocupada. Em primeiro lugar o Projeto Alfaletrando Paulino Neves é meu, de minha autoria para atender a um edital do programa mais extensão da UEMA e não se denomina capacitação Alfaletrando, Muito Menos foi criado pela secretaria municipal, pelo contrário, o município foi contemplado e presenteado com este grande projeto de formação de seus professores álfabetizadores para homenagear uma ex aluna da especialização, pelo seu esforço e dedicação, Patrícia Gonçalves Ribeiro, Professora da rede e beneficiar toda a rede desde 2016. Em segundo lugar, foi minha equipe de alunos, formandos e profissionais voluntários que desde o ano passado vem sacrificando suas férias, estudando e preparando atividades pra levar ao município. Formação de qualidade, custo zero, pois o Programa Mais extensão não dá bolsa, nem nos paga por essas atividades e a contrapartida do município é apenas alimentação, acolhida, hospedagem e um espaço para a formação. Vamos colocar os pingos nos is?

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de esclarecer que toda essa formação foi de responsabilidade da UEMA através da nossa equipe, então não foi o secretário que " buscou" ele recebeu às suas portas essa grande e importante oportunidade de qualificar seus professores alfabetizadores com uma equipe que considero de excelência pelo nível de exigência com o qual procedimento aro minha equipe.Agradeço, inclusive a recepção e o apoio com alimentação, estrutura de auditório e transportes para algumas atividades. Isso faz parte da contrapartida do município, que não teve gastos com hospedagem e transporte para para chegarmos até o município, pois somos acolhidos pela Senhora Mirtes, em sua casa no Tingidor desde a primeira etapa no ano passado e patrocinados pela Uema com um micro-ônibus. Isso significa muito menos custo ao município, que também não gastou com material pedagógico. Por isso, gostaria de sugerir que dá próxima vez, antes de postar alguma informação sobre o meu projeto de formação que elaborei para contribuir com o município, com o título Alfaletrando Paulino Neves, patenteado pela Uema, que me procurem que darei as devidas informações.

    ResponderExcluir
  3. Considero essa matéria arbitrária e tendenciosa, pois o Projeto Alfaletrando Paulino Neves, de minha autoria,, não está vinculado a nenhuma posição político partidária e não se solidariza com a informação de que o secretário" buscou" pois, com todo respeito a sua autoridade e em respeito a sua rede de professores, é bom reforçar a informação de que foi nós que procuramos o município município desde 2016 para contribuir com sua educação. E não se trata de " capacitação Alfaletrando" trata_ se de uma segunda etapa de uma formação focada no letramento, cuja fundamentação teórica não se limita ao que foi citado nesta matéria, informações cuja fonte desconheço e não me lembro de ter sido procurada para isso é muito menos de ter autorizado alguém a escrever. Penso que o município tenha mais a ganhar quando se procura as verdadeiras fontes.

    ResponderExcluir
  4. Sugiro que procurem a equipe Do mais extensão, a Coordenação do Projeto Alfaletrando Paulino Neves na UEMA, através dos nossos contatos para, só então publicar a matéria.Com certeza reconhecemos a parceria e o apoio da secretaria municipal de educação porém, não podemos permitir que informações sobre o projeto sejam divulgados como se fosse um trabalho do município e não termos sido consultados. Alfaletrando Paulino Neves é um Projeto e extensão extensão da UEMA e busca parceiros interessados em investir na formação de professores alfabetizadores de seu município como um trabalho significativo e prioritário, crises acontecem, porém, planejando com antecedência e foco é valorizando mais essa parceria, poderemos contribuir muito mais.

    ResponderExcluir
  5. Lembrando agora de esclarecer que toda a equipe é orientada a não dar entrevista ou falar do projeto sem minha autorização e estamos constatando que parte do texto foi retirado de uma exposição de slides em uma das salas que minha equipe ficou.

    ResponderExcluir
  6. É necessário uma nota de retratação pela secretaria de educação sobre o ocorrido. Plágio ou uso indevido de obras sem autorização prévia dos autores é caracterizado como crime, exposição de imagens de terceiros sem o consentimento é grave. Parceria se dá quando as partes envolvidas no processo contribuem mutuamente para a resolução dos fatos e fica evidente pela postagem que isso não ocorreu, além de ruídos na comunicação entre as mesmas. A transferência e responsabilidade nas ações favorecem a todos envolvidos, assim a população como todo ganha com a qualidade dos serviços prestados.

    ResponderExcluir